Jornalismo UFSC
  • Novos professores assumem na segunda, 20 de fevereiro

    Publicado em 16/02/2017 às 15:01

    O Departamento de Jornalismo recebe três novos professores, na segunda, dia 20. Valentina da Silva Nunes, Terezinha Silva e Ildo Golfetto são egressos do curso de graduação em Jornalismo/UFSC e vão atuar nas áreas de apuração, redação e edição e produção Ggráfica e visual em Jornalismo.

    Valentina Nunes da Silva: Jornalista e doutora em Literatura, com  experiência acadêmica (ensino e pesquisa) e de mercado. Profissional e professora de redação, reportagem, edição, desenvolvimento de projetos e produtos editoriais. Atuação em Jornalismo, Comunicação Institucional, Literatura e mercado de Livros. Pesquisadora de acervos históricos e literários. Autora de livros institucionais e de história (storytelling) baseados em minisséries de televisão.

    Terezinha Silva: Tem Doutorado em Comunicação Social pelas universidades Paris Ouest Nanterre (França) e UFMG (Brasil), graduação em Comunicação Social – Habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina e Mestrado em Educação também pela UFSC, na linha de pesquisa Educação e Comunicação. Tem experiência na área de jornalismo (Impresso, Web, TV, rádio) e assessoria de comunicação em organizações diversas.

     Ildo Golfetto: Foi professor e coordenador de graduação do curso de Design da Faculdade Energia de Administração e Negócios (FEAN) e também coordenador de criação e comunicação do Sistema de Ensino Energia. Doutorando em Mídia e Disseminação do Conhecimento pelo Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), no Centro Tecnológico (CTC). Mestre em Design pelo Programa de Pós-Graduação em Design e Expressão Gráfica da UFSC (2011). Graduado em Jornalismo também pela UFSC (2002). Tem experiência na área de Jornalismo e Desenho Industrial, com ênfases em Design Gráfico, Programação Visual e Comunicação.

     


  • Produção de grande reportagem é o tema da aula inaugural do 2017

    Publicado em 10/02/2017 às 10:43

    No dia 13 de março, às 9h, no auditório Henrique Fontes (CCE), ocorre a aula inaugural do Jornalismo/UFSC. O convidado é o jornalista  Vitor Hugo Brandalise que vai fala sobre o processo de produção de grande-reportagem, em especial sobre a especial “ O último abraço – uma história real sobre eutanásia no Brasil”, publicada originalmente no portal Brio e no Estado de São Paulo.

    O livro conta a história real de Nelson Golla, que não suportou ver Neusa, sua companheira há 54 anos, presa em uma cama depois de dois AVCs. Em um gesto de amor, decidiu acabar com o sofrimento de ambos de forma brusca e inesperada — com uma bomba.

    O evento é aberto ao público.

    16462912_10210323020290948_5715057915475660380_o

    Quer conhecer um pouco da história? Clica aqui! 

    O convidadoVitor Hugo Brandalise é repórter do caderno Aliás, do jornal O Estado de S. Paulo. Foi repórter de Cidades do mesmo jornal (entre 2008 e 2013) e editor de reportagens da revista internacional GQ (até 2014). Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (2007), é pós-graduado em Comunicação (Edição Jornalística) pela Universidade de La Coruña (2012). É autor dos livros O Theatro Municipal de São Paulo: Histórias Surpreendentes e Casos Insólitos (Senac, 2013) e O Último Abraço (Record, 2017), ambos de não ficção. É vencedor de oito prêmios de reportagem, entre eles o Petrobras de Jornalismo 2013 e o prêmio Vladimir Herzog de Jornalismo e Direitos Humanos 2016. Entre os outros reconhecimentos estão dois prêmios Editora Globo de Jornalismo (como editor e repórter), três prêmios Estado de Jornalismo e um prêmio Real Sociedad Económica de Santiago de Compostela (pelo trabalho de pesquisa e reportagem desenvolvido na Espanha).


  • Fenaj e Sindicatos publicam nota de pesar pela morte de 23 jornalistas em acidente aéreo na Colômbia

    Publicado em 29/11/2016 às 19:19

    A Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ), o Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Município do Rio de Janeiro, o Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo, o Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado do Rio Grande do Sul e o Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de Santa Catarina lamentam profundamente o acidente aéreo ocorrido na madrugada desta terça-feira (29/11), na Colômbia, que provocou, segundo as autoridades colombianas, a morte de 75 pessoas, entre elas 23 profissionais de imprensa brasileiros, a maioria com a atuação no Rio de Janeiro, Santa Catarina e São Paulo. O avião da empresa aérea Lamia transportava a delegação do time Chapecoense, que disputaria, amanhã, a primeira partida da final da Copa Sul-Americana, contra o Atlético Nacional, em Medellin.  Com 81 pessoas, a aeronave caiu a cerca de 30 quilômetros do aeroporto da cidade. Seis pessoas sobreviveram, entre elas o jornalista Rafael Valmorbida Henzel, da Rádio Oeste Capital, de Chapecó. A tragédia vitimou fatalmente profissionais de  jornalismo esportivo de jornais, emissoras de rádio e de televisão que fariam a cobertura jornalística da disputa. A FENAJ e os Sindicatos de Jornalistas do Município do Rio de Janeiro, de São Paulo e de Santa Catarina prestam sua homenagem póstuma a esses profissionais e expressam sua solidariedade aos familiares e amigos de todos os atingidos nesse momento de dor. Federação Nacional dos Jornalistas – FENAJ Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Município do Rio de Janeiro Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de Santa Catarina Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado do Rio Grande do Sul 29 de novembro de 2016.