Jornalismo UFSC
  • Nota de pesar

    Publicado em 22/05/2018 às 16:46

    O Programa de Pós-Graduação em Jornalismo, o Departamento de Jornalismo e o Curso de Graduação em Jornalismo da Universidade Federal de Santa Catarina vêm a público manifestar tristeza pelo falecimento do jornalista Alberto Dines, ofertando solidariedade aos familiares e amigos. Dines é referência em crítica, análise e produção prática em jornalismo na busca de uma atuação sempre comprometida com o social, com a ética e com a qualidade profissional. Inegavelmente, suas contribuições iluminam os estudos para a formação e para a pesquisa em Jornalismo no Brasil, deixando um legado para a
    história da imprensa. O jornalista teve uma intensa e reflexiva atuação na imprensa brasileira passando por empresas como o Jornal do Brasil, a Folha de S. Paulo, o jornal Última Hora, a revista/editora Manchete e a Editora Abril, além das emissoras de televisão TV Cultura e TV Brasil. Dines também atuou como professor universitário junto a Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) e integrou a equipe que criou o Laboratório de Estudos Avançados em Jornalismo da Universidade de Campinas (UNICAMP). Alberto Dines é responsável pela criação de uma experiência marcante na história da imprensa brasileira que é o Observatório da Imprensa, que com um programa de tevê e um portal propiciou um espaço de interlocução e de análise crítica e reflexiva em torno da produção jornalística, contribuindo para fortalecer o campo do Jornalismo, da prática à construção de um conhecimento específico.

    Departamento de Jornalismo
    Curso de Graduação em Jornalismo
    Programa de Pós-Graduação em Jornalismo,


  • Cronograma de Eleições – Chefia do Departamento e Coordenação do Curso

    Publicado em 22/05/2018 às 14:34

    CRONOGRAMA DE ELEIÇÕES
    CHEFE E SUB-CHEFE DO DEPARTAMENTO DE JORNALISMO
    COORDENADOR E SUBCOORDENADOR DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM JORNALISMO

    A Comissão Eleitoral, designada pela Portaria n°. 078/2018/CCE, de 16 de maio de 2018, no âmbito de suas atividades, torna público o cronograma do processo eleitoral para escolha do (a) Chefe e Sub-Chefe do Departamento de Jornalismo e do (da) Coordenador (a) e Subcoordenador (a) do Curso de Graduação em Jornalismo, conforme disposto nos Editais de Convocação n°. 04/2018/CCE e n°. 05/2018/CCE, de acordo com o calendário que segue abaixo:

    Evento Data
    Publicação do Edital 16 de maio de 2018
    Inscrição de Chapas

    (na Secretaria do Departamento de Jornalismo)

    de 21 a 29 de maio de 2018

    (das 08h00 às 12h00 e das 14h00 às 18h00)

    Homologação das Chapas 30 de maio de 2018
    Campanha Eleitoral de 30 de maio a 11 de junho de 2018
    Eleições

    (na Secretaria do Departamento de Jornalismo)

    11 de junho de 2018

    (das 08h00 às 12h00 e das 14h00 às 17h00)

    Apuração dos Votos 11 de junho de 2018

    (a partir das 17h00)

    Homologação do Resultado Final 12 de junho de 2018

    Florianópolis, 18 de maio de 2018.


  • Jornalista Daniela Arbex faz palestra no Jornalismo UFSC

    Publicado em 22/03/2018 às 11:44
    O Departamento de Jornalismo da UFSC promove, na segunda 26 de março, às 8h30, no auditório henrique Fontes/CCE, a Aula Magna de abertura do semestre 2018/1. A convidada é uma das maiores repórteres investigativas em atividade no país: Daniela Arbex, repórter especial do jornal Tribuna de Minas (Juiz de Fora/MG). Ela vai falar sobre jornalismo, reportagem e metodologia de investigação jornalística, além de compartilhar  os bastidores de seu último livro “Todo dia a mesma noite: a história não contada da boate Kiss”, lançado no começo de 2018. O evento é aberto ao público e os participantes receberão o certificado de participação.
    Quem é Daniela Arbex
    A jornalista é formada em Comunicação Social na Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e especializada em Comunicação e Cultura. É autora do recém-lançado “Todo dia a mesma noite”, livro que narra a história não contada da boate Kiss e que já está entre os 20 mais vendidos do país. Também assina o best-seller “Holocausto brasileiro”, eleito Melhor Livro-Reportagem do Ano pela Associação Paulista de Críticos de Arte (2013) e segundo melhor Livro-Reportagem no prêmio Jabuti (2014). Com mais de 300 mil exemplares vendidos no Brasil e em Portugal, a obra ganhou as telas da TV, em 2016, no documentário produzido com exclusividade para a HBO, com exibição em mais de 40 países. Seu mais recente sucesso, “Cova 312”, foi o vencedor do Prêmio Jabuti em 2016 na categoria livro-reportagem. A obra aborda a ditadura de uma forma que a história oficial nunca fez. Uma das jornalistas mais premiadas de sua geração, Daniela tem mais de 20 prêmios nacionais e internacionais no currículo, entre eles três prêmios Esso, o americano Knight International Journalism Award (2010) e do prêmio IPYS de Melhor Investigação Jornalística da América Latina (2009). Há 20 anos trabalha no Jornal Tribuna de Minas, onde é repórter especial.